terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Desvios

Sua prepotencia me surpreendeu
Achei que ainda havia algo que eu desconhecia, mas quer saber? Desconhecia tudo!
Sua voz reverberou e fez chover forte, uma tempestade pesada, ruim, uma decepcao
Como pode pensar que ainda havia algo em meu coracao?
Nao acompanho mais seus passos e nem quero
Teu céu é cinza demais para meus dias ensolarados
Mas já superei minhas frustracoes e simplesmente nao há mais
Nem vazio
Me despedi e quando fiz isso pela última vez foi pra valer
Se as pétalas que caem agora é de uma flor que cultivou, sinto muito, mas nada mais me revelam
Espero que a paz que sinto agora seja a mesma que sente
e que suas palavras um dia possam sair sem raiva ou agressividade
Na verdade, nao há porque ouvir sua voz novamente, mas espero que ao falar do passado, o faca com mais leveza e menos raiva
Me despedi e nao voltei atrás
Nao precisava de tuas palavras duras, mas também nao houve rancor,
porque agora de nada servem essas frases desconexas e sem sentido
Nao há mais confusao, há liberdade e voo sem medo
porque encontrei minha paz

sábado, 3 de dezembro de 2011

ah, sua tentacao

procuro em silencio, no silencio, suas palavras emudecidas
e transfiro para esse mar a forca e pressao do encontro
descabido, desejado, sonhado, nunca imaginado
porque na estrada livre encontro sua prisao e seu verbo, que há um bom tempo se perdeu
e queimo no deserto as folhas que voaram ao vento
aonde estava escrito seu nome
e as palavras que há muito se perderam
e vejo que ao seu redor
sobrevoam folhas em branco e pessoas vazias
e saberei da próxima vez
o quanto estava perdido
e nao sabia como voltar
porque cego com essa ilusao
partiu sem dizer adeus
e nao ouviu o pulsar do coracao
ao se arrepender
um adeus
e uma certeza
nada foi em vao
e a estrada nao se esvaziou
nem deixou de seguir
e encontrou enfim a placa que tanto esperou

e se teu...

O que teme?
Em meio ao teu mistério
me pergunto
se nao houve nem um breve momento
daqueles que nao se esquece
em que pensou no quanto gostaria de eternizar
e trazer à vida algo que desconhecia existir
Porque trouxeste essas vestes quando o que menos importa é a máscara que usamos?
E porque trouxeste em seu coracao esse vazio quando a única coisa que aqui perdura é o amor? E a esperanca e a fé?
Porque fugiste de teus medos quando o que mais precisava era torná-los realidade e vence-los?
Porque fechou os olhos quando te mirei?
E em meio ao teu caos, me encontro
e me redimo daquilo que nao me arrependo
e aceito o limite a extensao do que tenho como sagrado
porque se desejo viver para sempre
desconheco teu mistério
e as alternativas
e seus olhos
que nunca deixaram de me dizer a sinceridade

tiras de um quadrinho

Nao vim aqui pra dizer o quanto estou feliz
nem para dizer que os motivos sao os mais simples e poderosos
Nao vim até aqui para ouvir que acabe com meus vícios
minha manias, meus defeitos
nem para ver o quanto se distanciou
te trouxe aqui para dizer através dos olhos
aquilo que nunca consegui verbalizar
nem quis
te trouxe aqui para compreender o que me prende
e aprendo
para mostrar que tudo que se retardou nao deixou, nem foi, nem levou
te trouxe aqui para olhar e fixar
os olhos que abandonaram e agora imploram por retorno
para olhar a verdade
e fixar a vontade
porque sem esse brilho nao poderia estar aqui
para ouvir de seus olhos
as primeiras palavras de teu coracao

domingo, 27 de novembro de 2011

a long night

o mundo submerso em lembrancas
músicas que se cruzam numa ode ao caos
um sorriso perdido
um sonho que chegou engarrafado nas ondas do mar
palavras subliminares com duplo sentido
uma gramática maliciosa desvirtuada, propositalmente fora das regras
um amor que vem em novo formato
uma decadencia que se foi uma evolucao que vem
sob um sol escaldante se aproxima a ave
aquela que traz em suas garras o resultado de uma batalha justa
a alegria do vencedor misturada à angústia da próxima batalha
Onde nos encontremos caro amigo?
Onde pousaremos e nadaremos no oceano da incerteza?
Quando seremos aon invés de buscarmos constantemente?
Que dúvida há quando o efeito borboleta planeja nosso encontro?
porque nas ondas que se seguem se esconde um dos segredos da vida
é o que me fez estar lá quando quase nao havia chances
e que te fez estar lá quando me virei para o lado
"Would"?
"Yes, I, would, would, youuuuu"
Em tua música se esconde a essencia, o que te fez ser até hoje
Em minha essencia se desdobram sonhos e mais sonhos, fuga de uma realidade estranha, enfrentamento de uma realidade dura.....sonhos, sempre!
"Am I wrong?
It´s your decision".

domingo, 20 de novembro de 2011

entrega

o som do mundo...
teu murmúrio, tuas palavras
meu grito velado e as palavras escorrendo como lágrimas
em meio a tantas ondas, uma desesperada tentativa de emergir
e de repente a calma....como se respirasse na água
nao ouvi mais nada
o silêncio liberta
o som do mundo
a verdade que se tentou esconder
o poder da voz contra a forca do silêncio
debaixo da água, revi teus olhos
tua sinceridade
teu desapego
teu adeus
silenciei meu mundo por instantes que pareceram uma vida inteira
detive meu olhar em minha verdade
e consegui dizer adeus
minha felicidade
meu caos, solitário, feliz
te entrego a amizade que um dia existiu
deixo em tuas maos todo o amor que senti
e te entrego todas as minhas palavras pelo tempo que lealmente compartilhamos
e te deixo com a dúvida, que em algum momento se fará
Fico com minhas músicas
com meu caos sonoro
com o som do meu mundo
te entrego uma concha carregada de som do mar
e te entrego a lealdade que nunca deixei de ter por ti
e te digo adeus
porque o que me preenche neste momento
é o som do mundo

terça-feira, 15 de novembro de 2011

middle of nowhere

um corpo no chao
as gotas de chuva caem sobre as pocas e ditam o ritmo de uma melodia vazia
folhas coladas no solo
imagens refletidas na água
uma batida oca de uma bateria abandonada
as notas ardidas de uma guitarra desafinada
a voz insolente de um cantor perdido
Olho profundamente para as pocas enquanto as gotas formam pequenas ondas
penso na estranheza do momento
solitário
único
reflexivo
à procura de um sentido para os últimos acontecimentos fixo os olhos
como se de alguma forma pudesse ver o futuro e ter certeza de que tudo dará certo
que meus sonhos sao possíveis
que nao vale a pena desistir deles
a guitarra grita minha angústia
a bateria conta os toques do meu coracao
a voz desafinada mostra que a perfeicao nao é a melhor opcao
porque o bom dessa vida é o inesperado, o sonho que se realiza apesar de parecer tao distante
chorei, meus olhos ardem
raiva
mágoa
tudo vai passar, mas creio que perdi com isso uma grande amizade e uma grande ilusao
e com muito carinho e compreensao, ganhei uma nova amizade
talvez mais simples, mas nao menos intensa e importante
adeus passado, cansei dessas velhas ilusoes
quero novos sonhos, benvindo presente.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

please leave me alone



nunca tive heróis

nem pude ve-los desaparecer

que vazio dolorido

que vontade de ser e nada mais

sem tristeza

sem felicidade

só ser

queria uma paz que nao sei se terei

pedi e nao tive, ainda

quis muito, esperei, me enganei

nao dá certo

aceite

seja

nao precisa de ninguem alem de vc mesma

nao precisa de ninguém que lhe diga a melhor verdade

nao precisa de ninguém que te faca o melhor, além de vc mesma.

I hate to surrender, but it´s time now

your freedom, my lonyless

your words, my tears

please, don´t come back, get out of my life

just let me listen to pj harvey and think about my soul

why?

why so many wrong decisions?

Please, don´t come back and let me be

if it´s nothing for you it´s a lot for me

Just let my tears drop down

and leave me alone

the past has gone

and now I´m the one in my life

let me now

I just want to find myself

nada mais



nao entendo mais
desisto
nao sei mais o que é perdao para o amor
só quero ficar sozinha, nao queria ter que repensar minhas últimas escolhas
todas erradas
hoje nao enxergo um palmo à minha frente
estou cansada desse negócio que se chama amor
só sofrimento
desisto
nao quero mais
nao quero mais esse risco
desisiti pouquissimas vezes, sempre lutei
mas palavras como essas
verdades como essas
doem demais
nao quero
so decisoes erradas, historias distantes, ilusoes
nao sei mais o que é bom pra mim
nao quero mais lágrimas
nao quero mais essa dor sem sentido, idiota
sao tantas voltas desse mundo e nao me encontro em nenhuma
só quero a solidao agora
quero meu mundo particular, meu porto seguro, minha paz que perco tantas vezes, por pessoas que nao valem a pena
pela vigésima vez, desisto
só quero as melodias e nada mais
só quero me recuperar e esquecer que tudo isso aconteceu
que fique como mais um aprendizado
mais um que me dá vontade de desistir
será que meu espirito permitirá?
Acho que construi uma ilusao, nao um sonho......já nao sei mais, só quero curtir minha felicidade e nao deixa-la se abalar pelo que sinto agora
morro um pouco mais, mas alimento minha alma e me fortaleco, me torno maior
queria que essa raiva do mundo passasse logo
e eu voltasse a sorrir
desisto de vc
mas nao de mim

domingo, 30 de outubro de 2011

Em outro plano

A sete palmos da terra, tento abrir um caixão trancado, sangro os dedos tentando me livrar da madeira e da terra que me encobre
Choro em silêncio pela libertação
E vejo uma luz que parece me sussurrar que há saída, basta deixar as batidas do coração ecoarem em meu ser e proferirem as palavra que guardo em meu íntimo
Não há prisão para a mente e para os sentimentos
Não há falta de ar para a existência
Não há choro que abra um caminho que não se desejou
Tantas verdades que nunca disseram adeus
Tantos desejos que também não se lutou para conquistar
Um mundo conquistado por navegadores corajosos em busca do desconhecido
Mares tempestuosos que tentam nos derrubar do barco que começamos a construir quando passamos a existir
Frio lancinante de alguém que acabou de se frustar por uma ilusão ou coração partido
A sete palmos da terra não pensarei no que os outros deveriam ter feito por mim, mas no que eu fiz ou deveria ter feito para os outros
Quando cessa a energia dessa vida que concebemos, nada mais há do que nós mesmos
E assim corta os dedos quando se tenta escapar da prisão que construímos para nós mesmos
Quem nos liberta é nossa sabedoria
Quem nos liberta é nosso espírito em paz
Quem nos liberta é nosso brilho nos olhos do corpo e da alma
Que seja rezada a oração
Que sejam choradas as lágrimas sinceras
Que seja vencido o medo
E seja encarada a verdade que agora se mostra
A sete palmos da terra descubro a liberdade.

Todos os sons

Todos os sons
A vida em uníssono quando se converte em sabedoria
Seara de um mundo repleto de alternativas
Placas indicam uma perda, porque envolvem decisões
Sonhos abandonados pairam no ar, à espera de serem recuperados e façam parte de uma nova existência....ou da mesma que o criou
Divergências de um universo que clama por paz e plenitude
Gritos sufocados pedindo ajuda
porque tantas pessoas esqueceram o significado do ser, completo em corpo, mente e alma
Tantas palavras sem importância, proferidas fora de sintonia com o que se deseja sinceramente
para si e para os outros
A ilusão dos loucos, uma verdade paralela, porém não menos existente
Um jardim de ordens desconexas que permitem que o espírito universal siga sua vontade
Um deus sem nome, que não é compreendido e muitas vezes chamado de demônio
O vento que uiva buscando um sentido para seguir, porque não sabe existir sem um propósito
Que a voz do mundo seja um uníssono de plenitude, ainda que diferenças sejam respeitadas
Uma vida que clame por um sentido e um sentimento que supere suas expectativas e conhecimento
Acima de si, um novo mundo além do céu que parece ser limite
A grandeza do existir sem preconceitos, fronteiras ou egoísmo
À procura de um sentido me perdi, vivo no caos e por meio dele enxergo que um caminho está sendo seguido e o objetivo, maior, um dia será encontrado.......enquanto isso, ouço a voz da subconsciência, do espírito, do canto cósmico, seja qual nome prefira dar.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Sem título

Preciso de ar
sinto como se estivesse afundando nas águas profundas e transparentes de um rio tempestuoso
falta ar
falta vida
falta amor
falta fé
Lembranças que não foram digeridas
Faces que ainda não se foram
nuvens que ainda pairam aonde deveria brilhar o sol
sem refúgios, se entrega ao vazio de um olhar aflito
não é essa sua natureza
Bastaria uma grande alegria.....na verdade há, mas nada terá cor até que encontre novamente um caminho que valha a pena percorrer
se perde em meio ao rock libertador
à partilha de sentimentos tão semelhantes
como se a dor pudesse ser repartida e assim diminuída
a alma se desprende como num sono profundo e vaga pelos recônditos de uma essência agora perturbada pela incompreensão da natureza, pela busca mal sucedida de respostas para perguntas tão complexas, pela insônia que a prende numa cela cujas grades são tênues como amor e ódio
olhos nervosos, sem brilho, ainda há uma esperança, algo que floresce sem pedir licença, sem ser solicitado
e a natureza concede seu milagre
para que um novo cenário seja descoberto
para que a vontade de continuar volte por uma boa razão
a brasa nunca desiste, aquela que habita nossa escuridão e nos faz continuar ainda que pelo desesperado medo de morrer e não ter vivido tudo que gostaria
entregue a um amor difrente do que pediu, desconcertante, gratuito, imparcial, somente amor
cega às oportunidades, não cede
quer mais
quer o amor que emoldurou, o amor que sonhou, o amor que iludiu
medo do amor incondicional.....da última vez ele trouxe a fragilidade da vida....a morte prematura (ou não?), a incompreensão do que é vida
despejou caos em suas vestes
mas nada mudou
a natureza trata de acionar seus mecanismos para não nos deixar fugir do que tememos
na escuridão de uma mente moram os fantasmas de sentimentos e pessoas que nem se foram
vive a incerteza num rio negro
escorre como sangue o desejo de romper as amarras
e se libertar
ainda que desconheça esse lugar inóspito que encontra agora diante de si
talvez seja melhor abrir os olhos de verdade e se mover
fazer crescer o verde que se foi, que afundou em lágrimas
fazer brilhar o sol que se pôs
dar à luz à vida que cedeu lugar à questão, à incerteza
que nada se emoldure
mas surja e simplesmente seja
como um dia do nada começa a bater o coração de um novo ser
sem a cola que gruda as pessoas aos preconceitos, padrões, celas de uma prisão sem guardas
que o amor que surgiu, ainda que não como queria, seja o alimento dessa brasa que precisa se transformar em extensa e viva fogueira
a exortar fantasmas desnecessários
a fazer viver um recomeço
nunca tardio
sempre mutante

um texto sem título
uma chance para dar o próximo passo

domingo, 2 de outubro de 2011

Minha estrelinha



É imortal porque te amarei para sempre

Sua morte me entristece pela saudade física, mas como o amor que nos une seria tao frágil a ponto de se apagar com o fim de seu corpo?

Nao, você me ensinou um amor que eu desconhecia, me mostrou um caminho que achei que nem existisse.......tao pequena e frágil, mas tao poderosa você foi.

Transformou minha vida, porque permiti que me assaltasse com sua docura e amor incondicional.....diferente do que tantas pessoas fazem. Talvez poucos me compreendam, mas deus somos nós, independente da forma física como assumimos, e há surpresas tao maravilhosas guardadas onde menos esperamos.

Obrigada, meu docinho, porque me trouxe vida quando estava perdendo e amor quando já nao achava mais possível sentir.

Será para sempre minha estrelinha, porque ilumina minha vida mesmo depois de ter ido embora desse plano.....e deixou dentro de mim uma marca que nao se apaga nunca....a da plenitude do amor sincero, sem preconceitos, sem limites, sem juízos, simplesmente amor.

Será minha florzinha branca, a limpar minha alma com seu carinho e luz.....nada apagará a felicidade com que me presenteou. Aprendi uma nova face do amor incondicional através de sua carinha linda, de seus olhos sinceros, do seu amor puro, da sua presenca especial. Sua carência era minha carência e me completava de uma forma tao singela e forte que nao havia como nao retribuir naturalmente.

Trouxe sorriso e carinho para tantas pessoas.....conquistou os coracoes mais duros e fez o coracao mais perdido se reencontrar.

Só posso agradecer, meu bebê, porque salvou uma parte de mim que estava muito doente.....já perdia esperanca quando a tive novamente em meus bracos e pode entao cumprir sua missao. Te esperarei quando me for e sei que será como um novo milagre o nosso reencontro. Levarei comigo até o fim o que me ensinou e isso será parte de minha missao.

Que as estrelas te acompanhem.....porque as que soprou em mim quando veio aos meus bracos, agora moram no brilho dos meus olhos.

Te amo, como nunca saberia explicar, te amo, porque nao é preciso explicacao, apenas espírito livre para recebe-lo e partilha-lo.

Será minha oracao

E a lembranca de uma leve brisa

quando me sentir perdida

Será o vento a me levar quando o chao se for e

o solo firme quando meus devaneios me tirarem da realidade

Será minha estrelinha, minhas confissoes em segredo, meus sonhos mais malucos, meu sorriso mais sincero.

Obrigada!

domingo, 18 de setembro de 2011

o que nao houve

Uma borboleta para ao por do sol
uma gota aguarda o momento de cair da ponta de uma folha onde se abrigou
o vento faz ecoar um grito ao longe
uma vida nasceu
outra partiu
o homem se paralisa ao nao enxergar uma saída
enquanto alguém se preenche de uma alegria por tao pouco
procura palavras que se encaixem na confusao de seus sentimentos
busca por beleza tentando esconder a tristeza que agora se aflora em seu ser
nao adianta ignorar a nao alegria
assim como a nao tristeza
paralelos que demoram a se encontrar
porque desejos falharam
e fracassou a vontade de sorrir
nao há porque se culpar
porque a espiral perdura
e nada segura
Nao havera chamados
nem pedidos de perdao quando o sol se puser
os segundos apontam diante do infinito
como se inevitavel fosse....
destoa o limite quando a eternidade se mostra
ilesa
retoma o som da vida
como uma delicada cancao
que acalenta coracoes perdidos
e mentes em colapso
crash into me!

no canto dessa sala

Toca o violino na sombra
ignorando a cadeira
e a pauta com as notas de uma velha cancao
Nasce o som
e se constroi a melodia
que em passos vacilantes marca o ritmo
de algo que sonhou
se realizou
ou acreditou
com forca toca as cordas em que se equilibra sua vida
e com paixao deixa que os tons se encontrem no caos
e se harmonizem como estrelas sopradas em um dia de escuridao
O coracao marca um novo tempo a ser seguido, continua a melodia composta pelo músico perdido em devaneios e sentimentos
Ensurdece os mudos
Silencia os surdos
Estaca os ouvintes
que tentam desvendar tamanho talento onde menos se esperaria
Experimenta novas formas de tocar sua alma através do violino
que errante conduz as maos ao limite de sua consciencia
é chama que faz brilhar a fogueira da insanidade
é loucura que inebria até mentes sas
Cada retorno ao silencio uma chance de se reinventar
cada lágrima
cada sorriso
notas de uma longa cancao
cansado encosta seu violino na parede e sentado na sombra
pensa

numa face, a existencia!

Dados foram lancados
As cores sumiram
Fica a vida em preto e branco
a felicidade nua e crua
sem defeitos
sem detalhes inúteis
sem uma decoracao que estrague a sinceridade desse momento
Fica o gosto de novidade na crueza desse sentimento
porque nao preciso florir aquilo que é capaz de tomar vida somente a partir de um sorriso sincero, de um sonho simples
Nao pedirei nada em troca
porque já aprendi que o que importa é o que fiz ou deixei de fazer e nao o que outro fez ou deixou de fazer
A vida é singular ainda que alguns degraus sejam plural
Nos construimos na pluralidade de outras existencias, mas no final a trilha é solitária......por isso nunca se esquecer de onde veio e o que é.....nao se perder na ilusao dos outros.....a felicidade existe em cada um e se fortalece com a dos outros.....e habita tudo
Foi na incongruencia que descobri minha essencia
foi na liberdade que encontrei uma forma de prisao, da qual tento escapar todos os dias.....parece cruel, mas cada dia é como uma libertacao e uma ode à alegria de ser
Uma batida forte do coracao
Um raio em meio ao caos da realidade
o som que nos tira do torpor do cotidiano
que nos tira da miséria da ignorancia
que nos converte em existencia
num eco profundo da dúvida de ser
e nao simplesmente existir
como protagonista de sua vida
brinca o palhaco a sorrir
enquanto em sua alma procura um motivo para continuar
e se levanta cada dia tentando fazer outras pessoas sairem de suas vaidades isoladoras, desoladoras
de sua tristeza incerta
de sua alegria contida
buscando na arte uma forma de existir em sua essencia até que um dia se de conta de que foi mais que um mero telespectador de sua própria vida
e encontra em si o que muitos ainda nao acharam.....
a forca que faz o coracao bater sem parar e permite que os olhos se abram todos os dias
a forca que move as engrenagens da felicidade e permite que um dia, ainda que nao nessa realidade, se alcance a plenitude
Vida
que nao cessa
que pulsa
que descobre
que se faz Vida

em um velho porto

Vias imperfeitas de um caminho sedutor
Fugas mal sucedidas
Longas esperas por faces que nao apareceram
nem coracoes
Janelas vazias pela rua principal de uma pequena cidade
Silencio e brisa
algo de surreal paira no ar
Cancoes de alegria e saudades
de algum tempo que já se foi
de sabores que nao existem mais a nao ser nas lembrancas
um coracao se move com o vento
como se nao soubesse mais por onde seguir
Dias de fúria
Dias de paz
Dias de solidao
a espera de algo que existe somente em sonhos
Um deus desconhecido embasa sua fé
nem por isso menos forte
nem por isso menos irreal
Flores desperdicadas
pétalas vas
emocao em vao
Eco alto de um grito sufocado
A pureza dos insensatos
A fragilidade dos soberbos
O desejo dos perdidos
Uma lei sem nome e autor
que alguém segue por escolha e principios
Uma fonte
águas que correm e levam consigo tudo que nao agrega
tudo que precisava ser perdido
ainda que contra vontade
Escorre da ferida o sangue dos sonhadores
Canta-se a melodia da forca e do desejo inabalavel
Grita a rebeldia própria dos sábios e aprendizes
Recolhem as folhas aqueles que já viveram a torpe ilusao do existir sem desistirem jamais de seus sonhos
porque ainda há o que viver
ainda haverá surpresas
e novas vidas trazidas pelo caos dos desejos
A esperanca de ver que ainda há motivos para acreditar.

domingo, 21 de agosto de 2011

Norte

É hora de partir
As pétalas já se desgarram das flores que um dia foram
E a chuva comeca a dar trégua
e o vento sopra os raios de um recomeco
O piano toca as notas de uma vida que só reluz ao som de uma boa música
E os sonhos voam em meio às borboletas esperando por serem colhidos como frutos de uma boa colheita
A noite se espalha como uma prece de agradecimento ecoa no coracao de quem a profere
A música enternece até o mais ferido dos amores
e traz paz para quem ainda tem esperanca
A alegria brota nos galhos que custaram a acreditar que havia amanha
O trabalho árduo é dádiva para os que enfrentam o medo de desafios
e as maos sujas logo serao limpas para comer o fruto colhido
As estrelas vestem sua nudez ingenua
e o sol faz arder seus desejos
Nunca houve resposta certa
voce sabe
e nem haverá
Só nao desista, nunca
A tempestade também tem sua beleza e sua forca de transmutacao
Seja como as pétalas que agora se desgarram das flores que um dia foram e ainda serao


ADEUS



Te amei desde o primeiro momento

Amei cada segundo ao seu lado

ainda que me perguntasse porque às vezes chorava

e quis cada olhar seu

cada beijo

cada carinho

Te amei e fui afeto

Te amei e fui cumplicidade

Te amei e fui compreensao

Te amei e fui solidao

Me encantei por teus olhos

Nao precisei entrar num filme "e se" para te dar valor

e te olhar a cada dia como se fosse o primeiro de muitos que queria para sempre

Me feri quando quis que me amasse da mesma forma

Me enganei quando esqueci que cada um retribui de uma forma diferente

Me iludi ao querer o amor como o sentia

E te quis apesar de toda dor

E tentei valorizar cada alegria como se pudesse apagar tudo que nao deu certo

e vi que nos faltava paciencia, maturidade e um dia seus olhos secaram, assim como meu coracao

E vi novamente minha primavera se tornar inverno

E vi a areia escorrendo por seus dedos

E lamentei que já nao houvesse mais saída

Ainda guardo as boas lembrancas em meu coracao

Na esperanca de que um dia poderei ser tudo isso de novo para alguém

porém com mais sabedoria e lucidez

Na espera de alguém que queira tudo isso de coracao aberto

Te amei e nao me arrependo nem por um segundo

Te amei, te amei

no passado

quinta-feira, 28 de julho de 2011

assim, desse jeito

Te imaginei
Sonhei
E quero
muito

A brisa bateu em meu rosto antes que pudesse apreciar a beleza de tua vida
Ouvi o som da água antes que sua voz pudesse alcancar meus ouvidos
Senti sua presenca antes mesmo que sua sombra pintasse a areia

Sabia que chegaria esse dia
Nao sonhei com ele
Mas o desejo há um bom tempo

Agora acredito
e sei
e nao me arrependerei
porque quando seus olhos brilharem novamente diante dos meus, será como um mergulho profundo em águas desconhecidas e belas
Nadarei em mistérios, descobrirei novos caminhos e trilharei seu encanto
Sorrirei nossa felicidade

Senti teu gosto antes que tocasse meus lábios
Mas nossas pegadas comecam em breve
e nada do que aconteceu importará
porque nosso tempo é tudo daqui para frente

E nao há limites para quem ama estar aqui
e viver
e ser
sem medo dos próximos passos

Nao tenho dúvidas
tocarei suas maos
e partilharei da minha vida
e partilharei da tua
cantaremos
celebraremos
e seremos palavras e músicas
liberdade e amor

domingo, 24 de julho de 2011

Nao se esqueca destas palavras



Já sentiu medo de que a felicidade que estava sentindo acabasse logo e demorasse muito para voltar?

Já quis acreditar que talvez a maior parte de sua vida seja de dias amenos ao invés de pura alegria ou tristeza?

Já disse a si mesmo que a ansiedade é a pior inimiga da paz de seu espírito?

Tantas palavras em vao, sentimentos bons sendo desperdicados por medo da brevidade da vida

Nada disso vale a pena se seus olhos nao estiverem sempre brilhando......isso é reflexo da alma e nao é breve como o suspiro de lamento pela felicidade que nao chega como se iludiu que seria

Enxergue a realidade e ela é melhor do que o medo que a cega agora

Ela te traz coisas boas todos os dias, mas precisa estar de alma limpa para recebe-las

Nao se lamente, viva, o que quer que seja e lute contra o que nao te faz bem

Nao se esqueca de tudo que viveu, nada disso foi em vao e nem poderia ter sido

E leia essas palavras quando achar que está presa a um momento difícil porque sempre há uma saída por mais que tenha que andar até ela......você nunca teve medo de correr atrás de seus sonhos, entao nao desista de acreditar, por mais que a escuridao esteja bloqueando seus pensamentos e sentimentos. Nao se esqueca, nasceu luz e morrerá luz.

sábado, 16 de julho de 2011

goles de pensamentos

Como saber a hora de procurar quando todos dizem que quando menos esperamos acontece?

Dúvidas.....e tudo é incerto.

Um longo salto em direcao a águas profundas
a um abismo de paz
a uma resposta desconhecida

O vento passa sem que tenha podido abrir os olhos
imersa em sonhos e pensamentos
sem saber para onde vao os sentimentos que abandonamos ao longo da vida

Que liberdade é essa que às vezes nos prende na solidao?
Que amor é esse que precisa ser esquecido com tanta pressa?
Que verdade é essa que leva a mentiras?
Que alegria é essa que nao dura para sempre?

Um longo salto ao encontro de fendas que se abram e tragam realidade a tantos desejos e sonhos
Um abismo de incongruencias para mostrar a essas dúvidas que há verdade mesmo na incerteza
e que a felicidade pode brotar em cada vao, por menor que seja, mas desde que seja benvinda

Um mistério sem pano de fundo
nu e cru
que entrega medos e ambicoes
que mostra a escuridao que habita a mente
que faz verter a luz que tentamos evitar ao abrir os olhos depois de um sono profundo

Um torpor revelador
Uma sombra esclarecedora
Uma ambiguidade certeira

Quero acordar desse sonho

O azul de minha família




Verti de teu ventre sagrado

Sangrei a vida

Gritei a existência

Chorei a felicidade de ser cria de seres tao especiais



Batalhei a liberdade desconhecida

Busquei seus abracos na solidao

Busquei seu apoio em meus erros

Caminhei sozinha quando nao os tinha próximos

e agradeci a dádiva do aprendizado



Lutei a boa luta

Escorreguei no suor derramado à toa

Vibrei as vitórias conquistadas



Olhei para o céu quando nada entendi

e ainda assim estavam todos vocês ao meu lado

Demorei a acreditar que estariam sempre comigo

porque vivi em universos paralelos e

conheci lados dessa realidade crua que muitos morreram sem ver

E amei, cada segundo, por mais difícil que tenha sido passar por eles



E quando me perdi totalmente e senti o que havia de pior...

quando acordei da dor, senti suas maos e soube que tudo ficaria bem

ainda que nao fosse para sempre





E sorrio, porque de nada adianta continuar se nao houver uma boa gargalhada

ou mesmo um tímido sorriso a iluminar os olhos aflitos por alegria e amor

Porque nao seria se nao houvesse essa felicidade, ainda que às vezes escondida

e nao seria se nao fossem os sonhos e

os olhos a brilhar

como estrelas sussurando a bencao de existir.




Nada seria se nao tivesse vertido de seu ventre e carregado o sangue de vocês dois

Nada seria se nao tivessem partilhado da dádiva do amor

e se dele nao tivessem gerado criaturas tao singulares

Se um me deu o conhecimento e o outro o sentimento, agradeco porque dos dois aprendi o que é sabedoria

porque por sua causa vivo o amor incondicional

e por suas vidas e pela minha, continuo a caminhar

e a conquistar

e a esperar o próximo momento de partilhar tudo de novo com vocês.

segunda-feira, 4 de julho de 2011



Ainda choro.....gostaria que tivesse sido menos doloroso e me pergunto tantas vezes se realmente estou pronta para algo novo
Talvez meu espírito precise ficar mais tempo sem a tempestade do amor. Ainda falta sabedoria.
Perdi, pensei que tivesse achado e percebi que nunca houve
Sao tantos desafios que fica difícil comemorar as vitórias.....elas se perdem na ânsia de enfrentar o próximo.....tolice! É o momento para repensar, fazer diferente, deixar de dar tantos passos em falso.
Busco na superficialidade um motivo para o que tenho de mais profundo.....quanta ingenuidade!
Quantas vezes precisarei morrer para renascer e sentir que algo realmente mudou?
Cobrancas vas.....a verdade é que nao sei o que fazer, estou caminhando pela estrada sem saber ao certo para onde estou indo, buscando coisas que me darao alegrias fugazes, nao me sinto perdida, talvez um pouco vazia, sem saber como preencher tantos buracos.....queria plantar flores neles, mas passo horas fitando-os, sem conseguir visualizar seu futuro.
Just a lonely heart

domingo, 3 de abril de 2011



Almas que se separam

Sorrisos que se vao

ficam nas lembrancas

Pessoas queridas que se afastam

porque o amor une e às vezes separa


Estrelas do céu se foram

e há a espera por novas, nao que as substituam, mas complementem a luz das recordacoes

Espacos do coracao foram abertos e ainda nao foram preenchidos

Feridas estao praticamente cicatrizadas

E novas histórias podem ser contadas


Cultivou um jardim sem deixar um espaco para si mesmo?

Talvez por isso esteja tendo que reconstruí-lo....há beleza no altruísmo, mas nao quando se excede e se torna um buraco negro para si mesmo

A reconstrucao às vezes parece solitária e triste

mas tente ver a beleza de se reencontrar e ter a oportunidade de fazer diferente,

construir novos castelos, jardins, redutos, de respirar novos ares, perfumados se assim o quiser, de enxergar um eu renovado, que engatinha em direcao à felicidade e se torna mais pleno a cada passo.


She was made of stars

O céu, seu jardim de sonhos, esperancas, compreensao e amor

Jardim difícil de ser cuidado, algumas estrelas simplesmente se vao sem explicacao ou aviso, outras chegam e preenchem um espaco maravilhoso de paz e redencao, mas independente de quem vem ou vai, o jardineiro nao pode se perder, precisa respirar a ordem natural das coisas e chamar as ovelhas que se desgarram, precisa estar consigo mesmo e admirar seu belo trabalho.

She was made of stars

E sabe que o amor virá e dessa vez com mais respeito e admiracao

Nao perderá as esperancas, porque o tempo nao pode mais ser seu inimigo

Nao deixará de sonhar com o amor, porque ainda virao olhos que brilhem como as estrelas de seu jardim, porque simplesmente sabe que virao.

Suas lágrimas nao se transformarao mais em estrelas, porque chega de chorar, precisa ser feliz e estar com quem alimente essa felicidade

She was made of stars

E nao sabia.....esperou que alguém dissesse, mas o silêncio ensina os teimosos.....a solidao sussurrou que seria preciso que ela aprendesse a enxergar as estrelas e o jardim que construíra às cegas, apenas pela intuicao e com amor.

She was made of stars

E agora comeca a enxergar e compreender.

sábado, 2 de abril de 2011

onde...

Por onde andei?
Parece que acordei de um sonho longo e caí na realidade, um pouco estranha, procurando meu lugar, um lugar que nunca perdi.


Você estava errado...só cheguei aqui, porque batalhei, quis muito e acreditei.....nao foi um caminho tao feliz como você imagina, mas me orgulho dele, passaria por tudo de novo se preciso fosse. Se hoje sorrio de felicidade é porque conquistei alguns sonhos e tem muito mais de onde esses saíram.


Mas nao me importa tanto assim o que pensa, porque me vejo hoje e sei quem sou e que para onde quer eu resolva ir, irei, sem medo, feliz.


Pétalas de sakuras voaram ao vento e peguei cada uma......ajudaram a me reconstruir.

Pessoas que mais pareciam anjos me ajudaram a levantar quando estava prestes a desistir.

Oracoes foram proferidas para que nunca perdesse o brilho em meus olhos.

O silêncio pairou sobre mim para me ensinar a calar quando preciso....

e jamais perdi as palavras......nunca estive sozinha, por mais que às vezes assim me sentisse.


Aprendi a ver a beleza de cada nova face que se mostrava quando máscaras caíam, de cada vez que o silêncio se abateu sobre mim, de cada passo, de cada vao momento.


Sakuras voam ao vento novamente.....é sinal de que a tempestade foi embora e novas mudancas virao......nao temerei, serei feliz.


domingo, 27 de março de 2011

Miss you brother in love


I won´t forget you my friend

A friendship love like this doesn´t happen everyday

I won´t forget your deep blue eyes

I remember all the laughs, all the song musics, each hug, each face to face


No, even when there´s a long time that we don´t talk each other, I remember you and you stay in my heart

Shared thoughts, shared tears, shared life conflicts

Oh, I miss you, be sure about it


No distance could keep us apart


Brothers in love, only us and nobody else

Brothers of mind

Brothers of soul


I know, we´ll always be fighting against the ignorance, making questions about this damn complicated life....that we love by the way rsrsrsrs

I know, we never calm down....only when eyes like ours cross our life

I miss our argues and our discussions and our laugh


I wish you read these words and remember those good moments, kept in our minds and hearts.

Thank you for being this unforgetable brother in love, the only one.

Who knew?


Te encontrei quando já nao sabia se haveria mais.....será que me deixará entrar pelas portas de seu coracao?

Será que me deixará soprar estrelas sobre sua vida e iluminar o céu que escolhermos para nós?

Será que me deixará ser algum de seus sorrisos e um pouco do brilho de seu olhar?

Achei que nao havia mais, decidi ir em frente mesmo assim e um dia percebi que poderia me reinventar.


Será que me deixará falar sobre as palavras que escrevo?

Será que ouvirá minhas loucuras e minhas caretices?

Será que terá orgulho mesmo eu sendo do jeito que sou? Um pouco avoada, um pouco complicada, um pouco risonha demais, um pouco brava, mas muito feliz?

Será que teremos nossa música e nosso dia ou todos os nossos dias?


Porque se me deixar entrar em seu mundo, sussurarei amor em seus ouvidos, plantarei flores em seu jardim, me entregarei sem medo, direi o que sinto e a cada dia fará parte de minhas lembrancas e da minha realidade feliz.


Quero que sejamos "NÓS", ainda que cada um em sua individualidade, quero sorrir com você, andar de maos dadas, ouvir suas músicas, ouvir seu coracao e te respeitar quando a solidao for importante para sua paz.


Enxugarei suas lágrimas (mesmo que insista que elas nao existem), te abracarei forte quando se sentir perdido, serei teus olhos quando se sentir cego e sem direcao, sorrirei com meus lábios e minha alma quando precisar de cura.


Será que poderei invadir sua vida, trazer sonhos e estrelas, um pouco de caos para sua organizacao, um pouco de voz para seu silêncio, amor para seu coracao desconfiado?


Te ofereco meu amor.......

É


Havia um pórtico à minha frente e tive medo de passar, atravessar o desconhecido.......talvez nunca tivesse ido tao longe

Mas aqueles que amam a vida, sabem o valor da morte e me arrisquei...quem viveu na escuridao sabe que nao há nada além dela, nela nosso maior inimigo somos nós mesmos


Dei meus passos e entao atravessei e nao vi muita coisa além de longos campos e um sol tímido

Percebi que teria de construir meu novo caminho, que havia dado um passo importante e nao havia volta....nao andaria para trás e abandonaria coisas que demorei tanto a conquistar....nada de material, mas com o maior valor que algo pode ter......sabedoria, conhecimento, amor, solidao, música, poesia, dor, amizade, sorrisos.


A vida me endureceu por um tempo e me afastei de minhas crencas, mas agora vejo campo fértil para a sinceridade comigo mesma, para a verdade qualquer que seja, para a coragem e para admitir meus limites.

Já disse e repito, o tempo passa e faz com que me sinta cada vez mais inteira.....


Como música alta quando estamos sentindo algo intenso, mergulho nesse novo mundo e estou certa que o povoarei me respeitando e me amando e estarei aberta para quem mais trouxer coisas boas, velhas ou novas.

Borboletas voarao, plantas crescerao, algumas vivas em flores e meu sorriso estará em todas as partes para me lembrar nos momentos difíceis que é possível superar a dor mais forte que tivermos sentido e a tristeza mais solitária que tiver nos acompanhado......há sempre uma outra chance......nao a deixe escapar como areia pelas maos.


Um dia sonhei, um dia desejei, um dia perdi, no outro venci, um dia aprendi

E sonharei, desejarei, perderei e vencerei, aprenderei.

terça-feira, 8 de março de 2011

Buscas


Máscaras caíram
Faces foram reveladas
Verdades foram proferidas
Verdades foram vistas
Houve lágrimas no chao.....felicidade ou tristeza

Alguns morrem sem que máscaras caiam
Talvez a ignorância proteja contra a tristeza, mas também limita a felicidade

Sem suas máscaras alguns se libertaram e se foram como vagalumes na noite
Para outros o fardo tornou-se grande....melhor carregar o peso da máscara que o da culpa.....alguns se perderam outros acabaram se encontrando no caos.....ainda há perdao e redencao.

Alguns descobriram ingenuamente, mas profundamente, que perdoar faz parte de amar
que olhar nos olhos é fantástico
que deixar-se perder no caos às vezes ajuda a se reencontrar
que despedir-se faz com que nos preparemos para a próxima vez ou abramos nossos coracoes para novas saudacoes

Máscaras caíram e alguns ajoelharam-se pedindo perdao, outros agradecendo a libertacao
Adultos tornara-se criancas.....criancas tornaram-se adultos
Velhos voltaram ao sorriso da juventude e jovens recrudesceram na velhice

A liberdade nao é eterna, a busca muito menos.....

Minhas máscaras estao caindo e algo novo comeca a surgir, como um casulo que arrebenta para a vida.

segunda-feira, 7 de março de 2011

Espelho


Os olhos se fecharam e viram um imenso precipício e alguém caindo.....será que mais um perdeu as esperancas na vida? Será que mais um desistiu de encontrar a felicidade e seus sonhos?
A morte é bela, mas nem sempre os motivos o sao.

Quando os olhos se abriram viram um quarto branco, muito iluminado e alguém encolhido ao canto.....será mais um incompreendido? Será mais um perdido tentando se compreender?
A solidao é difícil, mas pode ter fim.

Já pensou em seus medos?

Mais uma vez os olhos se fecharam e viram um campo florido ao longe, era lindo, mas alguém chorava. Será que sentia que nao dava mais? Que tinha percorrido um caminho longo demais?
A esperanca é uma linda virtude, cura almas.

Quando se abriram aqueles grandes e belos olhos viram escombros e o mundo era em em preto em branco.
Sua vida já perdeu o sentido? Sabe o que é sentir como se tudo estivesse acabado?

E entao veio a esperanca, de maos dadas com a vontade e com o amor.......aqueles olhos nunca haviam visto beleza maior do que o brilho de felicidade que se refletia ao se verem em meu espelho.






domingo, 27 de fevereiro de 2011

Réu do Bem


Somewhere in Europe, someday, a boy was born
God put in your heart a flame....

He couldn´t imagine that someday a person will write these words for him.....and because he makes my sister eyes shine like bright sun in the summer

Don´t think that I can´t understand you.....our eyes have a conscience that it´s not normal

Feel like a weird guy in a "perfect" society, full of the right people.....and us, just childs searching for answers that nobody could give us

Inside tears or tears on our face.....it was so hard to understand the evil in people, the missing honesty, transparence and truth

Oh, I know what you lived.....you don´t need to tell me, your soul tells me through your eyes and I say....forgive, forget, love and live. You know you have all that you need to smile with all your heart.
Be the Phoenix! Did you forget? God put a flame into you....you can live and die, many times as you need to learn, grow and be wiser....so let your feathers go away, transcend yourself and just be this new "old" man.

God didn´t put in your hands and in your mind a Give without a meaning......think about it.....you´re blessed, you can create a new world everyday and put in paper and live in it, even for a little breath and be whatever you want. And you can do it for other people.......isn´t it incredible?

Believe in you, believe in your power and in your mission......dare it, don´t be afraid.....you´ll never be alone.

And when you feel like everything is gone and nobody can help you, remember:

You´re the Réu do Bem (Reuben).....because if there´s a purgatory somewhere you´re the guy who created new good worlds for people and brought smile where there wasn´t.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

pra vc


Um toque suave de carinho
Uma brisa leve toca os cabelos
e uma música tranquila toca ao fundo

Um olhar profundo e calmo, misterioso, intrigante
Bom ouvir sua voz de alma em paz
Bom te sentir
Beijos sinceros, espontâneos, ternos, calorosos

Se agora as pegadas estão em solo fértil, só a sabedoria e o tempo dirão
mas se havia alguma dúvida de que luzes podem se encontra e se multiplicar, então não há mais

O tempo pode ser curto, mas cada olhar terá valido a pena
O tempo pode simplesmente ser tão longo a ponto de não importar.....e então saberá que o amor cura, transforma, cria, transcende.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Felicidades


Há uma paz que ninguém explica, é lágrima em felicidade, é doce beijo ao fim, é um fechar de olhos ao acordar

Há uma dúvida interessante no ar quando se olha apenas de esgueio para o passado e se olha para o futuro com uma vontade imensa de continuar, diferente

Há um amor guardado numa parte de cada coracao dedicado à alma de cada um e se conectar a ele e sentí-lo é um desafio belo e pleno

Há um sorriso que poucos entendem, aquele quando a alma sorri e diz a quem quiser que a vida às vezes é feiamente bela e às vezes belamente feia......qual a sua escolha?

Há uma felicidade que poucos sentem, ninguém compreende

Há esse brilhos nos olhos, esse sorriso gostoso e sincero, há essa paz em minha face, há um amor sendo cultivado em meu coracao e uma semente de sabedoria germina. Meus anos se vao e cada vez me sinto mais inteira....bom, nao?

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Senti....falta


Senti falta da nossa música.....

só que ela nunca existiu

Senti falta da minha música

e agora a ouco com todo meu coracao

Porque acordos com o coracao nunca sao esquecidos.....nao sao obrigacao, sao sonhos, desejos que queremos que acontecam

Queria a sutileza da sabedoria....aquela que nos permite se frustrar sem que doa tanto

Mas eis que outros sonhos se realizam e me fazem acreditar que é possível, que vale a pena continuar sonhando e querendo

Se lágrimas escorrem pela minha face agora é porque aprendi mais uma grande licao e porque chorar de felicidade é bom demais
Uma pena veio caindo de longe, do alto do céu, devagar, sem saber ao certo aonde cairia
e ainda assim respeitou o poder do vento e das forcas da natureza, respeitou aquilo que nao se controla
e girando devagar ela caiu a minha frente
uma pequena borboleta passou voando rápido e percebi que aquela pena era mais do que imaginava
Era o símbolo de meu aprendizado.......a natureza é sábia.

Senti muita falta de nossa música, mas se há algo que tenho agora é minha música, minha pena e as borboletas voando ao vento.


domingo, 13 de fevereiro de 2011

Dádivas e conquistas


Nuvens negras passaram e um lindo céu azul de nuvens brancas se abriu

Noites escuras se esconderam e deram passagem para céus estrelados

Cada sorriso está sendo dado com a felicidade de uma árvore plantada que teve que ser muito cuidada para florir.

Eyes shining like hearts fell in love


Now I see that the tortuous ways that I chose are the good paths to the happiness
I knew that something was missing and sometimes I just thought that its was my soul...
but now, it was there, whispering in my ears that I needed to believe, that wrong steps could teach us to choose the better ways.

The beauty of the butterflies are only when they have flies? Or all the things that they live, all the dangerous and risks that they face to survive and become stars in a flowery yard.

Hey, there you, dry these tears and believe, you´re winning! Enjoy it, live it, be it!

Black roses, beautiful for me, to a darkness maiden

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Translúcida


Nao sei explicar o que acontece.....momentos de felicidade, momentos de uma tristeza incomum, solitária, dolorida. Queria ser suficiente para minha felicidade.....sei que posso ser, mas fico esperando por um abraco, por um beijo, um aperto de mao, um olhar sincero...

Nao queria parecer melancólica, nem ter um discurso de vítima, mas é assim que me sinto. Sonho com uma felicidade mais plena, constante, sonho com um peito menos apertado, com uma paz de espírito que talvez eu nunca tenha tido, com um sorriso leve e incrivelmente verdadeiro.

Conseguirei, eu sei, mas que caminho longo e difícil! É um exercício diário de paciência, de auto conhecimento, de auto controle, de respirar fundo e dar o próximo passo.

Será que nao estou querendo andar demais? Esperando demais? Nao sei, mas estou sendo sincera comigo mesma.
Meu castelo nao será de areia, cada pedra é colocada com cuidado, cada flor que brota no muro é tratada como a última e cada progresso é comemorado com festa, ainda que somente dentro de meu coracao.

Ainda chorarei, ainda sorrirei, viverei e deixarei que a felicidade venha.

domingo, 30 de janeiro de 2011

Vento


Nao sei como parar esse vento
o vento que está me levando por caminhos que nao sei se quero
quero parar e mudar o curso de algumas decisoes que tomei

Me sinto só
Essa é uma corrida que nao precisava ser solitária, mas nao posso parar só porque o incontrolável é mais forte que eu
Dou passos longos por mim, por uma felicidade que nao é plena, mas é verdadeira

Nao é só um jogo
Chorei várias vezes reconhecendo minhas fraquezas e pedindo por forcas que vieram nao sei de onde
Fui a melhor em alguns momento, fui a pior em outros.......nao morri, cresci.

Se afasto alguém com a forca de meus olhos, nao me importo......nao serei diferente para parecer mais dócil.
O calor que me forjou faz com que os que nao sao humildes e verdadeiros consigo mesmos, simplesmente fujam.
Nao há mérito no sofrimento, mas na busca incessante pelo que faz seus olhos brilharem.

E esse vento que levanta meus cabelos, empurra minhas pernas e confunde minhas idéias?
Talvez nao tenha que pará-lo
Talvez eu tenha que dar uma chance consciente para o que nao controlo
Serei vento


segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Despedida


Um dia deixei você entrar em casa
e me lembro desse dia com aperto no coracao
ainda guardo mágoas
seu silêncio me fere.....nao sabe como

Quero fechar a porta e simplesmente esquecer tudo
desde as pequenas lembrancas até as mais importantes

Já dei muitos passos e já vejo o final do caminho....
mas como foi dolorido, às vezes insano

Queria nunca mais ver sua face
agora prefiro vê-la e nao sentir nada a nao ser um breve afeto

Ficaram cicatrizes, nao havia outra forma
e algumas feridas ainda doem, mas sei que logo estarao curadas

Quero dizer Adeus....preciso dizer, alto, com toda a forca de meu coracao

ADEUS

domingo, 23 de janeiro de 2011

Tempos

Uma menina soltava pipa pelas ruas, ao vento manso de um dia de sol
Um garoto conversava com seus amigos sentado na calcada segurando um bola de basquete
Alguma mae chamava por seu filho
Um pai ajudava a filha a andar de patins


Era um dia comum de um lugar comum, mas feliz
Entao nao seria um dia especial?
Sim, daqueles que aperta o peito quando crescemos e achamos que éramos mais felizes que agora....
Nao, a chance de ser feliz é uma das poucas coisas eternas......pegue a sua e a aperte forte contra o peito, chore se preciso, mas nao a solte

As vezes pensamos que o tempo nos estraga um pouco, leva um pouco de nossa pureza, de nossa ingenuidade, de nossa felicidade simples......nao nos enganemos, talvez isso aconteca mesmo, mas cabe a cada um de nós resgatar aquilo que nos faz mais completos....a culpa nao é do tempo....a responsabilidade por nosso sorriso é nossa!

Keep your good memories........live a good life........create new good memories.